sexta-feira, 6 de maio de 2011

UNIÃO ESTÁVEL...

O Superior Tribunal Federal, aprovou por unanimidade a legitimidade da “união estável Homoafetiva”, nada mais justo, pois quem achava correto por exemplo uma pessoa ser discriminada pela família , mal tratado, apenas por ter uma opção sexual diferente do que se considera “normal”.

Ai esta pessoa era obrigada a se afastar desta família, estuda, trabalha, encontra alguém e divide sua vida com esta pessoa, apoiado por esta pessoa, melhora sua vida, adquiri bens, e ai por força do seu destino desencarna. Pronto era a deixa pra aquela mesma família que o discriminou vir correndo tomar posse de tudo o que ele tinha conquistado em conjunto com seu companheiro, quase como uma compensação pela “vergonha” que ele os havia feito passar.

Pois bem o STF acabou em definitivo com esta farra....

Nosso conceito de casamento esta baseado na Bíblia, como se tudo que lá estivesse escrito fosse a verdade absoluta, pois segundo alguns foi “escrita por Deus”, eu não concordo (mas isto e uma outra discussão).

Ocorre que esquecemos que a formação familiar, e muito anterior a biblia que tem apenas 2.000 anos, e o conceito de família, de grupos familiares existe desde a idade da pedra.

Quem somos nós para determinarmos quem pode viver com quem?

A questão da discriminação, do preconceito esta ainda muito arraigada em nossa sociedade, onde as minorias, tem de recorrer a justiça para obter um direito que já é dado as “maiorias”.

Os religiosos muitas vezes não seguem os ensinamentos de amor e fraternidade de suas religiões, pois “amamos a todos desde que eles sigam o que nós determinamos como correto”.

As demonstrações de raiva, ódio, quase que incontroláveis de alguns ditos religiosos em relação a este assunto, me leva a entender por que, quase que 75% dos conflitos armados (guerras) que se travam no planeta são causados por questões religiosas.

E nós umbandistas como ficamos neste caso?

Tenho uma opinião:

Temos de apoiar incondicionalmente qualquer ação que vise acabar com o preconceito e que venha conceder direito a qualquer pessoa ou grupo, seria até uma incoerência, uma falta de bom senso se fizéssemos ao contrario, pois lutamos dia a dia em nossos terreiros contra o preconceito e a discriminação.

Lembrem-se a “Umbanda” e uma religião que acolhe a todos encarnados ou desencarnados, sem nenhum tipo de preconceito, os “Umbandistas” deveriam ser assim também, mas.....

Um comentário:

Aramin'art disse...

precoceito é fruto de uma ignorância, uns possuem a sabedoria e a humildade de dizer "eu não sabia, me explique" e a partir daí eliminar aquele PREconceito que tinha sobre algo, mas infelizmente a maioria das pessoas parece que gostam de ser ignorantes e tolas e ainda acham isso bonito...
Gente, acorda, a homossexualidade não é escolha, ninguém escolhe ser discriminado, homossexualismo é formação genética, é gosto e é tão normal como qualquer um. Assim como tem quem goste de maçã e quem não goste, existe quem goste de mulher e quem não goste!!
Essa Lei demorou muito ao meu ver, mas pelo menos o governo está criando consiência, ontem, dia 09/05/11 foi noticiado o 1º casamento homossexual em Curitiba e em Goiás com cunho cívico e agora esses casais lutarão pela adoção legal de um filho, e torço muito para que consigam! Basta a intolerância e ao preconceito!
bjuss,
Thaisa (baiana)